Costa Martins (1938-2010)

Costa Martins (1938-2010)

Tem hoje lugar o funeral do Coronel da Força Aérea, José Inácio da Costa Martins, na sequência da queda de uma aeronave.

Militar de Abril, Costa Martins foi um dos obreiros do “25 de Abril” em Portugal, participou no comando das forças que tomaram o Aeroporto da Portela (Lisboa) e o Aeródromo Base nº. 1 de Lisboa, foi membro da Comissão Coordenadora do MFA, do Conselho de Estado, do Conselho da Revolução e ministro do Trabalho de quatro governos provisórios.

Fixou-se em Angola após o golpe de “25 de Novembro” em Portugal, Agostinho Neto concedeu-lhe o estatuto de refugiado político e um passaporte diplomático, e a 4 de Junho de 1977, na sequência do “27 de Maio de 1977”, acabou preso e torturado pela DISA. Viria a ser libertado sem processo nem julgamento no ano seguinte, em Maio de 1978.

Associação 27 de Maio manifesta o seu mais sentido pesar e endereça aos familiares as suas sentidas condolências.

27 de Maio - 33 anos

Associação 27 de Maio

Sugestões

1 Response

  1. revoltado55 diz:

    Os membros da Disa k cometeram excessos no 27 de Maio devem sewr julgados e punidos pela lei internacional. Muitos deles estao vivos e nos sabemos quem sao? Falta coragem ao JES assumir a responsabilidade.
    Perguntem aos membros da Disa qual a razao porque prenderam o Coronel Costa Martins? Nao sabem, porque a maior parte eram estupidos ou mal formados para uma policia de informacao e Seguranca. Prenderam-no porque precisavam de massacrar e torturar alguem diferente.Nao houve culpa, nao houve processo, nao houve julgamento. foi libertado. teve sorte porque nao foi fuzilado, como aconteceu ha muitos. Paz a sua alma.
    Portanto os Agentes da Disa devem explicar ao povo angolano quem os mandava prender ou fuzilar angolanos e outros, sem processo nem julgamento.
    Tribunal Internacional com eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.