27 de Maio ” O Dia da nossa Vergonha “

O Dia da nossa Vergonha
O Dia da nossa Vergonha

A Associação 27 de Maio emergiu. Alguns relacionados com o poder político angolano, mantêm a mesma tónica discursiva sempre que é aflorado o tema 27 de Maio. Uns porque ancestral e continuamente unidos, outros porque reconciliados, outros ainda fruto de nova colheita, não deixam contudo de ser unânimes os refúgios em que se protegem.

– Não vale a pena falar no assunto, já passou muito tempo, a sociedade civil já se apaziguou, para quê desenterrar “ makas ” antigas – todos o alegam quando confrontados com as intenções de promover a criação de uma entidade angolana independente.

Há mesmo quem tendo conhecimento, por constatação directa ou por ter sentido os excessos praticados, considere a data como o “ dia da nossa vergonha “ mas julgue preferível não falar mais no assunto. O medo ainda os tolhe quando nos advertem que nem todos os verdugos ficaram de fora estando mesmo alguns a ser catapultados de novo para o poder.

Ter conhecimento de casos fatais, ser protagonista em ocorrências passados, continuar emocionalmente crítico e não poder ou querer pensar para não ter que agir remetendo-se assim para abrigos supérfluos, incita-me a citar Luís Sepúlveda quando num dos seus textos dedicado ao 30º aniversário do Golpe de Estado no Chile de Allende diz: “ não existe ser mais inconsciente do que aquele capaz de afirmar que nunca esteve nem com os vencidos nem com os vencedores, e que insiste em repeti-lo na sua única tribuna possível, como bobo no banquete dos vencedores.”


José Reis – Junho de 2004


Sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.