MPLA, a Revolução Traída – 13 Teses em Minha Defesa – Nito Alves

MPLA, a Revolução Traída – 13 Teses em Minha Defesa – Nito Alves

Tamanho é o manancial de provas que nos revelam aquelas treze questões, grandes na denúncia, que só por si são a arma de arremesso contra os que urdiram a trama. Não fosse assim e não teriam suportado os horrores da tortura e sucumbido, todos aqueles que, em algum momento, passaram os olhos por tão odiadas páginas, ou que a mera suspeita do carrasco assim o tivesse ditado. No interior da DISA, por exemplo, alguns dos seus quadros atingidos pelo “fraccionismo”, viram a pena agravada, isto é, foram passados pelas armas, quando no móbil do crime aparecia a perversa leitura das perniciosas teses. E quem as leu não viu tudo, pois das 143 páginas policopiadas que foram entregues ao MPLA, há a acrescentar os anexos, um conjunto de documentos probatórios, referidos nas páginas 62, 109 e 121 das Teses, que levaram sumiço e nunca, mesmo a pedido, nos chegaram às mãos.. .(pág.81)

José Reis, Angola o 27 de Maio – A História por Contar, Editora Vega, 2018.


Reveja aqui a Nota Introdutória

O “MPLA, a Revolução Traída – 13 Teses em Minha Defesa – Nito Alves” será lançado brevemente.

Se estiver interessado em receber notícias a respeito do seu pré-lançamento diretamente no seu e-mail, por favor inscreva-se aqui:

Sobreviventes
27 de Maio - 44 anos

Associação 27 de Maio / Grupo Sobreviventes do 27 de Maio

Sugestões

1 Response

  1. sahari Tchissole Rosário Teixeira diz:

    Dentro do Pedido de desculpas por parte de S.E. Sr. Presidente da República de Angola, o Dr. João Manuel Lourenço, as famílias das vitimas do 27 de Maio, venho em meu nome e da minha família solicitar a nossa certidão de óbito em nome do Sr, Francisco Teixeira Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.